Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > Belo Horizonte completa 123 anos neste sábado
Início do conteúdo da página
ANIVERSÁRIO

Belo Horizonte completa 123 anos neste sábado

Reconhecida internacionalmente pela cultura e gastronomia, a capital mineira impressiona pela diversidade de atrativos

  • Publicado: Sexta, 11 de Dezembro de 2020, 15h29
  • Última atualização em Segunda, 14 de Dezembro de 2020, 10h09

 Por Vanessa Castro

11.12.2020 - Capa matéria aniversário BH.jpeg

A capital mineira é porta de entrada para outros importantes destinos turísticos do estado. Crédito: Pedro Vilela/MTur

Minas Gerais está em festa! Após celebrar os 300 anos do estado no início de dezembro, chegou a hora de comemorar o aniversário da capital mineira, Belo Horizonte, que completa 123 anos neste sábado (12.12).  Uma cidade jovem, mas de tradições centenárias que atrai milhares de turistas por sua versatilidade de atrativos e gastronomia privilegiada.

Rodeada de serras, as sinuosas ladeiras presentes na capital tornam-na majestosa e criam diversos pontos de observação do “belo horizonte” da cidade, como a Praça do Papa, o mirante do Mangabeiras, o mirante Belvedere,  e o mirante do Parque Municipal da Serra do Curral, de onde é possível presenciar um pôr do sol encantador em meio à abundante vegetação local.

11.12.2020 - Mirante BH.jpeg

Do Parque Municipal da Serra do Curral é possível ter uma visão privilegiada de Belo Horizonte. Crédito: Pedro Vilela/MTur

BH é a terceira cidade mais arborizada do país, ficando atrás apenas de Goiânia (GO) e Campinas (SP), e apresenta diversas atrações em sua paisagem urbana, com destaque para a Praça da Liberdade e o Conjunto Arquitetônico da Pampulha.

A Praça da Liberdade reúne monumentos culturais e uma área verde convidativa para um piquenique e esportes ao ar livre. Lá é possível visitar o Palácio da Liberdade, antiga sede do governo mineiro; o Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB; o Memorial Minas Gerais; o Museu das Minas e do Metal; o Espaço do Conhecimento da UFMG; o Centro de Arte Popular; o Museu Mineiro; além do singular Edifício Niemeyer.

Já a Pampulha é um importante local de lazer e turismo e parada obrigatória para quem visita à cidade. O complexo, que recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 2016, foi idealizado pelo ex-presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek, e projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Composto por diversos atrativos como a Igreja de São Francisco de Assis, o Iate Tênis Clube, a Casa do Baile e o Museu de Arte da Pampulha, o local ainda conta com uma lagoa que une os monumentos em uma paisagem agradável para curtir um passeio em família.

11.12.2020 - Lagoa Pampulha.jpeg

A Lagoa da Pampulha possui 13 km de extensão e interliga os monumentos culturais do complexo. Crédito: Pedro Vilela/MTur

Outros importantes atrativos turísticos são o estádio Mineirão, onde é possível visitar o Museu do Futebol; o Mercado Central; o Museu Histórico Abílio Barreto; o Museu de Artes e Ofícios; os parques Municipal e das Mangabeiras; o Palácio das Artes; o Zoológico, onde está localizado o Aquário Bacia do Rio São Francisco; e o Cemitério do Bonfim, destino inusitado que está oficialmente inserido no roteiro turístico e cultural da cidade.

Belo Horizonte é, sem dúvida, um polo de lazer, cultura e diversão. Apelidada de “Capital Mundial dos Botecos”, a vida noturna se destaca pela diversidade de bares espalhados pelas esquinas da cidade. A gastronomia é outro atrativo que impressiona. A capital mineira leva a sério a arte da culinária e vem se consolidando como destino turístico gastronômico do país, tanto que entrou para o rol da Rede de Cidades Criativas da Unesco, por sua rica gastronomia.

11.12.2020 - Queijo BH.jpeg

Belo Horizonte faz parte das rotas mineiras do Queijo, da Cachaça, das Quitandas e do Café. Crédito: Pedro Vilela/MTur

A capital mineira é porta de entrada para outros importantes destinos turísticos do estado como Ouro Preto, Diamantina, Tiradentes, Congonhas, Mariana e Brumadinho onde está localizado o Instituto Inhotim, um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil e considerado o maior museu a céu aberto do mundo.

TREM TURÍSTICO - O Fórum de Mobilidade e Conectividade Turística, do Ministério do Turismo, aprovou o Plano de Ação para implementar o trem turístico que liga as cidades de Belo Horizonte e Brumadinho. Nesta última semana, o grupo se reuniu para identificar os obstáculos e as oportunidades que deverão ser trabalhados pelo Grupo Técnico (GT) e quais órgãos ou entidades poderão solucioná-los.

O projeto do trem BH-Brumadinho prevê a revitalização de uma estação em Belo Horizonte, próxima ao Museu de Artes e Ofícios (MAO), e a construção de outra em Inhotim. Quando estiver em atividade, ele será capaz de transportar 1.400 pessoas por dia em duas locomotivas com dez vagões cada. O trajeto de 52 quilômetros será feito em pouco mais de uma hora.

Edição: Amanda Costa

agencia noticiais MTUR.jpeg

Fim do conteúdo da página